Seduzido pela mãe do meu amigo

Esse relato é real, e vou contar como fui seduzido pela mãe do meu melhor amigo, que vou chamar de Rodrigo, aqui. O meu nome é Cleiton, tenho 20 anos hoje, sou magro, branco, 1,75 de altura, cabelos lisos e pretos, e aparento ter menos do que minha idade real, por isso sofri um bocado pra conseguir mulher na época dos 18 anos. As garotas da minha idade sempre queriam aqueles caras mais velhos, e eu acabava ficando na maior seca ou me contentava em pegar as garotas que não eram tão bonitas.

Nunca me imaginei pegando uma mulher mais velha, nunca tinha pensado sobre o assunto, apesar que as vezes via cada coroa bonita da porra pelas ruas. O Rodrigo é um amigo que conheci na época da escola, e ele morava com o pai, já que a mãe dele era casada e tinha ido morar com o marido em outro estado. Nunca tinha conhecido ela, pois ele sempre viajava para passar as férias onde ela morava, então eu só havia visto a coroa dele por fotos que ele mostrava.

Depois de um tempo a coroa se separou e resolveu voltar pra cá, onde ficaria perto do filho e tudo mais. Meu amigo ficou empolgadão, disse que a mãe dele era super moderna, diferente do pai dele que sempre foi mais rígido. Quando ficou tudo pronto e ela veio pra cá, fui conhecer a mãe dele durante um almoço perto da nossa faculdade. Eu fiquei impactado com o corpo da mulher. Apesar de ter uns 50 anos, ela ainda tava super gostosa, coxas grossas, cabelos longos e loiros, pele bronzeada, seios grandes que pude perceber que eram silicone, e uma cintura perfeita.

Nessa hora mudei todos meus conceitos, cumprimentei a dona Luciana, mas ela me deu logo bronca pelo dona, disse pra eu ficar a vontade e chamar ela só pelo nome. O almoço foi animado, notei que ela não tirava os olhos de mim, e nem eu conseguia tirar dela. A mulher além de gata, é divertida e cheirosa. No fim do almoço ela disse que tava bem feliz do filho dela ter um amigo tão maduro ao lado. Fiquei feliz com o elogio e fiquei naquela tara por ela. Sempre dava um jeito de perguntar ao Rodrigo sobre a mãe dele, até que ele tirou uma brincadeira.

-Ih cara, se você tiver a fim da minha mãe é bom pular fora hein? ela não gosta de moleque não hahahaha.

-Sai fora mano, só achei sua mãe gente boa!

A gente começou a zoar, fomos pra aula e no meu celular recebi a ligação de um número estranho. Quando atendi era a mãe do Rodrigo. Tomei um susto danado, a coroa disse que queria conversar comigo pra fazer uma surpresa para o filho, mas que eu não poderia contar nada pra ele sobre isso. Até aí beleza, mas ela queria que eu fosse na casa dela, e na hora marcada apareci. Disse ao Rodrigo que tinha um compromisso qualquer e fui até lá crente que ela tava preparando algo pra ele.

Chegando lá estranhei a roupa dela. A mulher tava só de shortinho, daqueles de academia e uma blusinha bem colada ao corpo. Dava pra ver pelo short, sua buceta toda marcada e bem inchadinha, era difícil tirar os olhos daquele capuzão de fusca. Ela sorria com cara de safada, como se esse fosse o efeito que quisesse causar mesmo.

Ela me pediu pra sentar, disse que queria comprar um presente para o filho e não sabia o que era. Na hora saquei que tudo aquilo era só uma desculpa pra eu ir até lá. Ela me ofereceu uma cerveja, não tinha o hábito de beber, mas pra não fazer feio aceitei. Comecei a dar um gole, e depois da primeira latinha, ela começou a passar a mão no meu braço, na minha perna. Ela tava querendo. Apesar de tímido, eu passei a mão de volta na mãe do meu amigo.

-Eu gostei de você no primeiro dia que te vi, acredita?

-Eu também goostei muito da senhora.

-Opa! vamos parar de me chamar de senhora? a gente tá se dando tão bem, você tá até de pau duro.

Ela botou meu pau pra fora e começou a chupar. Fiquei sem reação, só consegui relaxar e curtir essa gata mamando na minha rola. A boca dela é uma delícia, a mulher é safada pra caralho. Ela me olhava com aquele jeito de puta, engolia meu cacete e eu ficava com a cabeça do pau latejando de vontade.

-Que pica gostosa, deixa eu passar o dia todo chupando.

-Chupa com vontade, engole meu pau!

Ela começou a lamber a cabeça da minha pica, me deixou bem excitado e eu não aguentei mais.

-Preciso te comer agora, não tô aguentando!

-Vem cá, então!

Me aproximei dela, tirei a roupa da gostosam vi seus peitos enormes pularem na minha direção, depois fui tirando o resto, o shortinho, a calcinha e logo vi ela completamente nua e toda gostosa. Ela também tirou minhas roupas, a gente se abraçou, beijamos gostoso e ela ia pegando no meu pau e eu apertando aquela bunda gostosa, metendo a mão dentro e estimulando o cuzinho dela com meus dedos. A safada gemeu bem gostoso, agarrou meu pau, ficou na punheta, até que joguei ela na cama, fiz ela abrir bem aquelas pernas e me ajoelhei diante da sua buceta toda melada.

Comecei a chupar e ela foi me ensinando como gostava. Nunca vi uma sensação tão boa, enfiar a língua numa buceta é realmente uma delícia. Ela gemeu e se contorceu todinha, então percebi que estava no caminho certo. Tentei não parecer apressado, embora minhas bolas já estivessem doendo de tesão. Ela logo me puxou pra cima dela e com cara de safada pediu pra eu meter. Subi em cima da coroa, encaixei meu pau e começamos um vai e vem bem safado.

Ela me apertava com as pernas, arranhava minhas costas, chegava até a doer, meu pau entrava muito gostoso na sua buceta apertada. Entrava bem fundo, eu tava louco de tesão.

-Que buceta gostosa, caralho! quero enfiar minha pica todinha!

-Aaaaiii, faz assim que eu fico louca, me fode assim vai, mete esse pau gostoso no fundo da minha bucetinha.

Comecei a meter mais forte, ela gemia, me mordia, me xingava de filho da puta e outros nomes sacanas. Não aguentei avisei que ia gozar desse jeito e foi uma delícia sentir minha porra escorrendo pela buceta dela. Enchi ela de porra mesmo. Ficamos agarradinhos namorando sem roupa como um casal, até que meu pau ficou duro novamente e ela me deixou comer aquele cu delicioso.

Meti no cu dela até deixar a coroa arrombada, ela ficou de quatro rebolando e gemendo, falava que tava doendo mas não queria parar. Gozei gostoso pra ela, foi um tesão. Deixei o cu da mãe do meu amigo arrombado, comi ela outra vez nesse mesmo dia e o Rodrigo nem sonha que volta e meia eu pego a mãe dele.

Deixe uma resposta

Fechar Menu